David Gilmour em Curitiba - High Hopes
David Gilmour em Curitiba – High Hopes
Finalmente! Um sonho considerado impossível por 20 anos tornou-se realidade nesta segunda-feira! David Gilmour, guitarrista do Pink Floyd, vem ao Brasil pela primeira vez em mais de 45 anos de carreira. Eu, que sou um homem caseiro e introvertido convicto, não poderia perder uma dessas! Meu maior ídolo na música — junto com Roger Waters — estava passando a apenas 400km da minha casa! Imagens que eu só conhecia por VHS, DVD e YouTube se materializavam, bem ali, na minha frente! Sons que ouço há 20 anos ganhavam uma emoção especial ao serem executados por Gilmour e banda, ali, ao vivo!

David Gilmour é uma alma criativa que passeia por todos os gêneros musicais, para todos os gostos (tem de ser muito radical para não gostar de pelo menos uma música!). “Wish You Were Here” foi o ponto alto das românticas, cantada em coro por toda a Pedreira Paulo Leminski – além do significado pessoal de “The Girl in the Yellow Dress”, já que minha namorada vestia um vestido amarelo quando a conheci pessoalmente 😀 . Gilmour esticou o solo da psicodélica “Astronomy Domine” o máximo que pode, com toda maestria possível. Um momento para levar a alma de qualquer fã às alturas!

David Gilmour em Curitiba
David Gilmour em Curitiba

Continuando o passeio pelos estilos, tivemos o peso de “Sorrow”, e a superanimada “Run Like Hell” (com direito a David Gilmour posando de estiloso com óculos escuros). As belíssimas “Us and Them” e “Shine On You Crazy Diamond” (meu deus!!! Que sensação só de ouvir aquele teclado “subindo”) emocionaram, fizeram viajar, e trouxeram a memória de Rick Wright entre nós. Também tive o prazer de ouvir e ver o clipe de “High Hopes” e mais um solo de guitarra maravilhoso do mestre!

 

David Gilmour em Curitiba - High Hopes
David Gilmour em Curitiba – High Hopes

Todas as épocas de David Gilmour e do Pink Floyd estiveram lá. Desde a já citada “Astronomy Domine”, de 1967 (tempos de Syd Barrett), passando por “Fat Old Sun” (“disco da vaca”), a fase clássica de “Dark Side” e “Wish You Were Here”… até “The Division Bell” (de 1994) e, claro, o último solo “Rattle that Lock” (2015), razão de ser da turnê.

O show deve ter durado quase três horas de perfeição — mais perfeito, para mim, só se ele tocasse “Echoes” e “Nervana”.

David Gilmour em Curitiba
David Gilmour em Curitiba

Bendita é a banda de rock que tem Gilmour como guitarrista!

Todo guitarrista toca com os dedos — e alguns são venerados pela técnica e velocidade com eles.

Mas David Gilmour toca com a Alma!

Saudações floydianas,

um ser pensante

Um Ser PensanteMúsicaPink Floydpink floyd,rock,showFinalmente! Um sonho considerado impossível por 20 anos tornou-se realidade nesta segunda-feira! David Gilmour, guitarrista do Pink Floyd, vem ao Brasil pela primeira vez em mais de 45 anos de carreira. Eu, que sou um homem caseiro e introvertido convicto, não poderia perder uma dessas! Meu maior ídolo na...Mais que artigos de opinião, uma busca pela Verdade.